COMPETÊNCIA EMOCIONAL

Posted by on sábado, agosto 22, 2009, 20:15
Esta notícia foi postada na categoria Organizacional e possui 8 Comentários até agora.
Clique para ampliar!

Clique para ampliar!

Ter competência emocional, basicamente, é estar com o controle de si próprio. É não permitir que algo externo o desvie do seu propósito. Implica não se deixa pressionar pelo stress e não entregar seu poder, seja para quem for. É uma atitude interna.
Alguém com autoconsciência de seus processos internos, com habilidade para interagir com eles e fazer escolhas adequadas demonstra sua competência emocional.
Estamos falando das pessoas que não se deixam levar pelo que acontece externamente e que mantém o foco nos seus objetivos não importam as circunstâncias.
Habilidade no relacionamento interpessoal, capacidade de liderança, administração do stress, motivação, equilíbrio emocional, assertividade, boa comunicação são alguns exemplos de diferentes competências emocionais.

Você expressa ter competência emocional quando…
… consegue se colocar no lugar do outro exercitando a empatia. Essa habilidade permite que compreenda uma situação além do seu ponto de vista e adquira uma percepção ampliada sobre qualquer circunstância. Na vida pessoal ou profissional, a excelência está diretamente ligada à capacidade de perceber as necessidades do outro. Seja o parceiro na vida amorosa, ou o seu cliente.
Ao calçar os sapatos da outra pessoa, você compreende melhor seu modo de caminhar. Seus relacionamentos se transformam.
…percebe e utiliza estratégias de auto-motivação e para motivar as outras pessoas. Isso permite que vença dificuldades do percurso e fortaleça a disposição para fazer o que for necessário para atingir seus objetivos.
… aprende a se conectar com a essência de uma situação. Quando isso acontece, você adquire o poder para ultrapassar dificuldades e lidar com o que quer que surja em seu caminho.
…identifica o que precisa aprender, transformar e exercitar através de ações específicas. Ao fazer isso, você vai além dos pensamentos e coloca em movimento atitudes que fazem a diferença entre os que alcançam seus objetivos e os que permanecem patinando sobre idéias que não se realizam.
…sabe que a inteligência não basta. É preciso aplicá-la a seu favor.
São as competências emocionais que determinam o quanto se é capaz de utilizar a inteligência e o conhecimento para criar a vida que se deseja.

DESENVOLVENDO A TOLERÂNCIA À FRUSTRAÇÃO
Quando alguém tem crises de raiva e irritação perdendo o rumo quando contrariado, compromete seus relacionamentos. Um temperamento explosivo revela uma personalidade frágil e insegura, afastando aqueles que não toleram esse tipo de comportamento.
Em geral, a baixa tolerância à frustração é responsável por essa turbulência no comportamento dessas pessoas. A competência a ser desenvolvida, portanto, é a tolerância à frustração.
Para isso, é fundamental que a pessoa desenvolva a capacidade de perceber e aceitar o que acontece. Compreender que a forma como está lidando com a frustração irá gerar mais frustração ainda. Já que a contrariedade e os imprevistos fazem parte da vida, saber lidar com a frustração é a única forma de superá-la. É importante entender que uma contrariedade é apenas uma contrariedade. Não há tragédia alguma nisso.
A frustração pode ser um elemento fortalecedor no processo de seguir na direção do que se deseja.Para que isso ocorra é necessário interromper o padrão automático da reação habitual. Em vez de perder o autocontrole, entra em cena a capacidade de aceitar a contrariedade e não levar isso pessoalmente. A aceitação faz com que a situação seja percebida do seu tamanho, sem que seja superdimensionada. Torna-se, então, possível adquirir uma altitude sobre as circunstâncias e manter um estado positivo.
Inteligência Emocional (QE) se posiciona agora lado a lado com Inteligência Cognitiva (QI) como medidor da efetividade individual e preditor do sucesso. Um alto QI é associado à lógica e as habilidades acadêmicas. Um alto QE é associado com potencial para realização pessoal e relacionamentos satisfatórios.
Inteligência Emocional: o complexo conjunto de comportamentos, capacidades (ou competências), crenças, e valores pela qual capacita alguém a realizar com sucesso sua visão e missão, dados no contexto desta escolha.

Você pode deixar um comentário, ou trackback do seu site.

8 Comentários para “COMPETÊNCIA EMOCIONAL”

  1. Eric
    2009.08.24 15:14

    :)

    Esse assunto é interessante, pois poucos tem o controle da própria vida. As vezes nunca temos esse controle apenas deixamos a vida nos levar por qualquer caminho desconhecido. Não quero viver assim, quero transformar meu caminho e ser atento a tudo o que faço e falo.

  2. Leila
    2009.12.16 14:00

    :-|acho muito importante termos nossas emoções controladas, fuciona como um arquivo, onde vc as organiza…

  3. eliana
    2010.03.24 20:05

    gostaria de saber o que´é´trantorno bipolar

  4. 2010.04.16 14:56

    Olá Eliana, vou ser bem breve na explicação, mas, seria importante procurar um especialista em psiquiatria para conhecer mais sobre o transtorno.

    O transtorno bipolar é um transtorno afetivo, com oscilações de humor, e alternância de estados depressivos com estados de euforía (maníacos, no sentido patolófico da palavra). Muitas vezes o diagnóstico correto só será feito depois de anos, pois é mais provável que uma pessoa que tenha uma fase depressiva, receba o diagnóstico de depressão e alguns anos depois apresente um episódio maníaco, representando o transtorno bipolar. O termo mania é popularmente entendido como tendência a fazer várias vezes a mesma coisa. Mas, o terno mania em psiquiatria significa um estado exaltado de humor.

    Espero que tenha esclarido sua dúvida, mas volto a repetir, procure um especialista em psiquiatria para conhecer mais sobre as caraterísitcas do transtorno.

    Obrigada por sua visita!

  5. catiane
    2010.05.18 06:04

    muito bom

  6. Fabio
    2010.11.14 22:50

    8) Isso agora nós trocamos as baterias, colocamos um HD maior na nossa cabeça, e assim os Robos melhoram a vida kkkkkkk

  7. LUCIA
    2011.12.05 01:10

    Bacana gostei. Ninguem pode invadir um psique sem que se permita. mas nao e facil manter sangue frio em certas situaçoes,mas valeu. amei.

  8. MICHELE TAILINE OLPACHECO
    2011.12.08 11:23

    :wink:

Deixar um comentário